Fisioterapia e Treinamentos - Campinas - SP

Autor: Dr. Felipe Mascarenhas CREFITO-3 27386-F - Fisioterapeuta - Osteopata

Sabe-se que 80% da população mundial, já passou ou passará um dia por uma crise de dor nas costas. Estima-se que no Brasil existam mais de 5 milhçoes de pessoas afetadas por hérnias discais.

Imagine o tamanho so dofrimento dessas pessoas, com dores frequentes e ininterruptas, a procura de uma solução. Com toda certeza irão escolher aquele profissional que dá a opção mais imediata. "Que tal uma cirurgia?".

A hénia d disco tem sinais e sintomas muito claros, podendo, se fazer um diagnóstico clinico, que será confirmado e reforçado por uma tomografia computadorizada ou uma ressonância magnética. O RX, não mostra a hérnia, mas algumas imagens podem sugerir a existencia de uma.

Existem critérios muito bem definidos que devem levar uma pessoa a uma cirurgia de hérnia de discol, entre eles: Perda de força muscular, hipotonia, atrofia e perda de urina.

Normalmente quando se escolhe um tratamento, muitas vezes pelo desespero e pela falta de conhecimento, o paciente opta por uma escolha errada. a escolha dacirurgia. Cria-se a ilusão de que toda recuperação é boa e rápida, e que terá vida normal em poucas semanas. (quantas são poucas semanas?).

Uma cirurgia na coluna é sempre arriscada, mesmo que seja uma cirurgia minimamente invasiva. É como jogar na loteria, você pode ter problemas com a anestesia, infecção, aderencia da cirurgia (muito comum), e outra série de complicações, que poderão comprometer o resultado.

Quando se opta por um tratamento Osteopático, o paciente se dá a oportunidade de melhorar, sem riscos e danos físicos, com boa porcentagem de chance de cura. E o que é melhor, caso esse tratamento falhe, o paciente ainda tem a chance de uma cirurgia.

Caso opte ir direto para uma cirurgia, não haverá mais como voltar atrás. após a cirurgia, se diminui muito a possibilidade se ter uma boa resposta com a Osteopatia.

Outra coisa importante de se dizer é que quando se trata de hérnia lombar, a hérnia não é o principal fator de compressão dos nervos, na maioria das vezes. Há um erro de interpretação na anatomia e na fisiologia da coluna, fazendo com que muitos especialistas o cometam. Por isso é muito comum no consultório termos pacientes que relatam que estão com dores iguais ou piores, mesmo ap´s a cirurgia.

Desta forma todo paciente consciente deve se dar a oportunidade de um tratamento osteopático anes de recorrer a uma cirurga. É isso que recomendamos baseado em evidencias, pesquisas e experiencia.

Copyright © Todos os direitos reservado para Felipe Ribeiro Mascarenhas

Carregando mapa de localização...